Mais do Minha Vida: Zika Vírus • Microcefalia • Febre Chikungunya • Emagrecer • Candidíase • Mau Hálito • Febre Mayaro • Dieta Cetogênica • Sintomas de Virose • Tratamento de Virose • Vacina contra febre amarela • Sintomas de gravidez • Transmissão da dengue • Dietas para emagrecer • Terçol • Berberina • Febre Oropouche • Dieta sem glúten • Hemorroida • Dieta Low Carb • Jejum intermitente • Chá de Hibisco • Rinite • DIU • Bula do Fluconazol • Bula do Azitromicina • Bula do Transamin • Bula do Toragesic • Bula do Bi-profenid • Bula do Ciprofloxacino • Carvão ativado • Bula do Nimesulida • Bula do Ibuprofeno • Dieta Dukan • Dieta do Ovo • IMC • Whey Protein • Açaí • Kiwi • Ômega 3 • Colágeno • Gengibre • Vitamina C • Musculação • Aveia • Caminhada • Dieta para ganhar peso • Como perder barriga

O quadro é chamado Transtorno Afetivo Unipolar, quando o indivíduo só apresenta fases depressivas, e Bipolar, quando o indivíduo apresenta fases depressivas e apresentou pelo menos uma fase maníaca. O termo "mania" se refere a um quadro onde há elação do humor, gerando: euforia, irritabilidade, sentimento de grandiosidade, etc. E não se refere ao uso leigo da palavra mania.
No entanto, não se deve confundir mudanças de humor freqüentes e aumento da sensibilidade à depressão. Muitas mulheres percebem a instabilidade do contexto emocional após a concepção. Curiosamente, esse comportamento é considerado em medicina como um dos sinais indiretos da gravidez futura. O motivo de tais mudanças são mudanças hormonais. As mudanças de humor, a sonolência, a fadiga são a norma fisiológica. Mas os problemas de caráter prolongado (duas ou mais semanas) com uma atitude pessimista, pensamentos de que tudo é terrível e será ainda pior, falar sobre a morte e a ansiedade constante indicam uma verdadeira depressão.
Olá, tenho 24 anos, desde que eu me separei da mulher que eu amava muito, meu mundo desabou, perdi o emprego, estou tratando meus pais muito mal, nao faço de proposito, alias nem sei porque faço isso, tenho estresse o tempo todo, nao sinto mais vontade de procurar serviço nenhum, e mesmo tendo 2 filhos(gemeos) eu nao vejo motivo pra continuar viver, estou passando por uma faze ruim da minha vida, eu sou uma pessoa que com os amigos eu sou uma pessoa maravilhosa e com a minha propria familia sou um cara grosso, minha mae chega em mim toda hora e pergunta oque ta acontecendo, eu nao consigo falar e sempre falo que nao e nada.

Um estudo realizado no estado americano de Michigan demonstrou que mulheres que apresentavam sintomas de depressão em clínicas obstétricas não recebiam tratamento adequado. Isso costuma acontecer por uma série de razões: falta de acesso a meios de tratamento, relutância em aceitar o tratamento devido ao estigma ou medo de que o tratamento medicamentoso traga consequências negativas para o bebê.
Já tentei me ajudar mais de duas vezes porém não deu cerro, mas a dor dentro de mim aumenta cada dia mais, não consigo lidar com as desilusões da vida, por isso prefiro fica na minha cama o dia inteiro , já cansei de ser eu mesma de saber que não sou suficiente para as pessoas que tudo q eu faço não está bom 👍 eu só queria morrer e apagar esse mundo, só isso
Dica: Mesmo após realizar o teste de depressão, leve a pessoa ao médico sob o pretexto de avaliar sintomas crônicos do transtorno. Isso permite que você tenha uma chance de fazer um relatório completo de outros sintomas preocupantes que podem levar ao diagnóstico de uma depressão. Isso porque, algumas pessoas com depressão costumam negar essa condição e todos os possíveis sintomas relacionados a ela. Além disso, de acordo com o Instituto Nacional de Saúde Mental, até os casos mais severos de depressão costumam responder muito bem ao tratamento adequado.
— Entre os fatores de risco para a depressão antenatal [antes do nascimento] estão a pobreza, sem dúvida mulheres de países em desenvolvimento são muito mais vulneráveis do que mulheres de países desenvolvidos; dificuldade de relacionamento ou falta de apoio do parceiro; mães solteiras ou divorciadas também têm um risco maior de ter depressão na gravidez. Outra população importante são as mulheres que foram vítimas de violência física, psicológica ou sexual. Uma atitude negativa em relação à gravidez também aumenta as chances de ter depressão antenatal, por exemplo, em casos de gravidez não planejada. Também existem fatores obstétricos que podem contribuir, como um histórico prévio de aborto.

A depressão, especialmente na meia-idade ou adultos mais velhos, pode ocorrer em conjunto com outras doenças médicas graves, como diabetes, câncer, doenças cardíacas e doença de Parkinson. Estas condições são muitas vezes piores quando a depressão está presente. Às vezes, medicamentos tomados para estas doenças físicas podem causar efeitos colaterais que contribuem para a depressão. Um médico experiente no tratamento destas doenças pode ajudar a elaborar a melhor estratégia de tratamento.
Geralmente a pessoa manda uma série de sinais através do comportamento, mas que nem sempre são percebidos ou então não são levados a sério. Qualquer pessoa que tenha um agravamento muito severo de um quadro depressivo, a ponto de não querer mais viver (mesmo que não mencione se matar), é um candidato em potencial ao suicídio. Se nessa situação falar que quer morrer deve ser levado a sério, pois muitos que ameaçam o suicídio realmente fazem a tentativa, às vezes não por vontade de se suicidarem propriamente, mas simplesmente por estarem cansados de viver.
×